Seguidores

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Nosso maior desafio!


Imagia via Google?imagens

Qual é o nosso maior desafio? Qual o obstáculo que tem o poder de deter a maioria das pessoas, que consegue impedir muitas vezes que a simples tentativa de luta seja algo completamente extenuante, distante demais, praticamente inalcançável?
A luta por nossos objetivos é sempre marcada por desafios, a cada dia precisamos vencer um obstáculo diferente, isto nos custa energia, o empenho cotidiano não se renova do nada, tem que haver uma fonte que nos nutra e nos dê condições de seguir em frente. Sem esta fonte, não há como persistir, não há como lutar e, portanto, não há como a vitória alcançar.
Este ano temos lutado em muitas frentes, cada um de nós certamente tem travado muitas batalhas, algumas vencidas outras que devem ser reiteradas, talvez até alguma que possa nos ter mostrado outros caminhos. Mas tenho certeza que uma em especial, e agora falando como servidor do MPU, é comum a todos nós: a busca da valorização de nossa carreira.
Nesta luta, nosso principal desafio não está na inércia do PGR, que se omite na missão de defesa institucional e não reage ao sucateamento do MPU; não é a sanha economicista do Governo que nega aos servidores públicos a condição de elemento essencial ao atendimento das funções fundamentais as quais justificam a própria existência do Poder Publico; tão pouco é inoperância do Congresso Nacional que, negando sua condição de Poder Independente, curva-se à vontade do Executivo e nada delibera sem antes receber as bênçãos do Planalto. Nosso maior desafio é vencer o desânimo, é ter forças para vencer este fantasma que insiste em tentar nos deter.
O desânimo tem seus aliados, sabe a fonte de nossa energia, aquilo que nos alimentou sempre, nos momentos de maior dificuldade, nas ameaças e retaliações. Foram eles que pregaram não ser possível o que exigíamos; que o MPU jamais teria condições de encaminhar um projeto próprio, autônomo, adequado à sua realidade, quando diziam que estávamos condenados a permanecer eternamente à sobra do Judiciário e que o Subsídio no MPU era uma balela. Mas, abastecidos da energia da ESPERANÇA, calamos cada um dos arautos do caos e o PL 2199/2011 é uma realidade.
Porém, os defensores do desânimo, parecem abastecer-se da própria fraqueza de espírito e agora voltam à carga dizendo que tudo está perdido, que não haverá vitória alguma e que a luta travada fora em vão. Atacam com veemência a nossa fonte de energia, querem destruir nossa ESPERANÇA, pois sabem que só assim conseguirão que nossas forças fraquejem.
Mas não terão êxito! Nossa força e determinação não se renderão, não entregaremos as armas enquanto houver uma mínima fagulha de ESPERANÇA. Vencemos a inércia do PGR uma vez e venceremos de novo. Não será a torcida contra, nem a campanha de disseminação de desânimo que conseguirá tirar de nós a gana para lutar até o fim.
Semana que vem, a partir de 03/11/2011, contra todos os prognósticos negativos, retomaremos a greve e, mais uma vez, faremos nossa voz ecoar de todo o Brasil até chegar aos ouvidos do PGR, da Presidenta e dos Parlamentares a certeza que nosso brado não cessará enquanto a vitória não chegar.
Continuaremos na Luta com garra ESPERANÇA e perseverança!!

9 comentários:

  1. Tá certíssimo!!!

    Vamos à vitória!!

    NOSSO PL É O 2199/11!!!

    VALORIZAÇÃO JÁ!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Daniel Silveira - PRMG24 de outubro de 2011 17:32

    Muito bom o seu texto. Especialmente a parte que trata dos "defensores do desânimo". Acho que estamos enfrentando este problema de fato! Pessoas que se mobilizam para disseminar a desesperança. Incrível!

    ResponderExcluir
  3. Está na hora da greve... Nào tem mais geito. Tudo ou nada... Está certo.

    ResponderExcluir
  4. Caro colega Anderson,
    Muito bom espaço para um debate e um palavrear mais tranquilo, embora as circunstâncias...
    Essa dignidade construída por meio dos teclados e das trombetas vai ficar na história desta casa.
    O MPU está mostrando sua garra, no quadro que se apresenta. Alguma coisa está mudando. E para isso, até essa dificuldade está servindo de alavanca para que ele se movimente.
    Lógico com o apoio da tua fala inflamada...
    Grande abraço e luta...

    JP

    ResponderExcluir
  5. Sabemos tudo do PL 6613, quem gosta quem nao gosta, quem é contra e quem é a favor. Gostaria muito que o PGR levanta-se de sua caderinha, por livre e espontania vontade, consultase o governo sobre o nosso PL 2199/11, evitariamos com isso uma longa jornada de comissoes para o 2199, mas o PGR não vai para de brincar de estatua, não enquanto existir uma multidao de servidores mudos e apaticos. "O que me preocupa não é o barulho dos maus, mas o silencio dos bons." PR/RR demos.

    ResponderExcluir
  6. UM ABRAÇO DO AMIGO JOÃO LUIS DE PORTO ALEGRE
    PR/RS/SAA FICA COM DEUS

    ResponderExcluir
  7. Já estar certo essa greve para o dia 03 de novembro? Realmente precisamos vencer este desânimo para conscientizar toda a categoria em fazer greve. Pois se não for assim, ficará muito difícil.

    ResponderExcluir
  8. Nós sabemos tudo o que o governo acha sobre o PL 6613 porque o Peluso exigiu do governo uma resposta. e porque nós não sabemos nada sobre o que o governo acha do 2199/11? ha lembrei, é que o PGR não perguntou. estamos esperando um ctrl+c - ctrl+v do judiciario mais uma vez.

    ResponderExcluir
  9. Eu acredito que o nosso maior desafio seja priorizar aquilo que acreditamos, mesmo que muitos não acreditem. Pois, quando se acredita, se faz acreditar e o propósito de um pode ser o propósito de muitos. E isso é visto na liderança que reflete a atitude: de motivação, de união e de força.
    Eu costumo comparar o desânimo a uma estrada, sabemos aonde queremos chegar, apesar dos buracos e desvios no meio do caminho. E apesar disso; permitimo-nos continuar e diariamente a vida não é muito diferente. Portanto, a união é à força da esperança e a força é perseverança da união. Que a luta continue!
    Parabéns pela vitória do Subsídio que seja a primeira de muitas.

    SOLAR

    ResponderExcluir